Marcha contra o terrorismo mobiliza multidões nos quatros cantos do planeta

2u1oo4qatj_4w60i3wpnu_file

 

A Marcha Republicana, realizada neste domingo (11), homenageou as vítimas de ataques de militantes islâmicos ocorridos na semana passada. O encontro reuniu cerca de 1,5 milhão de pessoas somente pelas ruas de Paris, cidade alvo dos atentados. No entanto, o ato contra o terrorismo mobilizou pessoas dos quatro cantos do planeta, que saíram às ruas em prol da paz.

Na cidade de Paris, onde a população viveu três dias de terror, entre a última quarta-feira (7) e sexta-feira (9), a passeata pelas ruas uniu não somente populares, mas também autoridades e chefes de Estado. Entre eles, líderes extremistas.

 

 

 

Pelas ruas da Cidade Luz, estima-se que cerca de 1,5 milhão de populares acompanharam a homenagem.

Em Londres, a famosa Tower Bridge foi iluminada com as cores da bandeira francesa (azul, branco e vermelho). Ainda na Inglaterra, a cidade de Liverpool também se mobilizou na marcha realizada em homenagem às vítimas dos massacres ocorridos em Paris. Vestindo uma bandeira da França e com um cartaz dizendo “Somos Todos Charlie”, uma mulher manifestou seu apoio”.

Milhares de alemães se reuniram em frente ao prédio da Galeria Nacional, que foi iluminado com as cores da bandeira francesa.

Com dizeres em chinês e francês, uma libanesa segura um cartaz contra o terrorismo.

Na cidade de Tel Aviv, em Israel, onde a maior parte da população é seguidora do judaísmo, um popular pendura a bandeira do país ema árvore para se manifestar contra a xenofobia.

Em Madri, na Espanha, uma menina membro da comunidade islâmica carregou uma faixa dizendo “o islã é amor” durante o manifesto em apoio às vítimas em Paris.

Líderes palestinos de grupos da sociedade civil realizaram uma vigília à luz de velas em solidariedade às vítimas dos ataques na França.

Pelas ruas de Buenos Aires, os argentinos também prestaram homenagens aos mortos e feridos nos atentados da última semana.

Com um lápis na mão direita, uma lágrima pintada no rosto e um cartaz dizendo “ser Charlie”, uma argentina lamentava os atentados.

Na cidade de Bruxelas, capital da Bélgica, centenas de pessoas lotaram as ruas em prol da paz e contra os atos de terrorismo.

A homenagem foi expressa também pelos gramados de futebol da Europa. Os jogadores da Lazio vestiram um uniforme com os dizeres “Eu Sou Charlie”, em referência aos 12 mortos na redação do jornal Charlie Hedbo na última quarta-feira.

Os italianos também deixaram o frio de lado e partiram para a Torre de Pisa. Lá os populares empunharam cartazes em referência aos ataques ocorridos em Paris.

Na Alemanha, participante da Marcha Republicana colou uma fita na boca com a palavra “liberdade”, em solidariedade às vítimas de dois ataques terroristas em Paris.

Fonte: http://noticias.r7.com/

Compartilhe

Copyright © Goodie.me - Seu Portal de Anúncios Online